30 julho 2012

Passeio no Orquidário Municipal de Santos

Estava querendo há tempos mostrar este passeio que fizemos ao Orquidário Municipal de Santos-SP.

Após 3 anos fechado para reformas, um dos principais pontos turísticos de Santos-SP, reabre suas portas para novamente encher nossos olhos de tanta beleza da natureza.

Foi reinaugurado no dia 05 de junho, com novos espaços, alamedas renovadas e infraestrutura melhor para atender seus visitantes, estudantes e pesquisadores.



Algumas aves e animais ficam soltos, como é o caso do pavão e da cotia...


Felipe quis pegar a cotia diversas vezes...

E se encantou ao ver o pavão



O espaço abriga cerca de 450 animais e mais de 1500 espécies de árvores e arbustos.
A novidade é o mostruário de orquídeas, bem arejado e com luz natural.


Esta eu tenho aqui em casa...
Linda




Amamos o passeio e com certeza iremos voltar mais vezes. 



O ingresso custa R$ 5,00, crianças de até 12 anos e adultos acima de 60 anos não pagam e estudantes pagam meia entrada.
Um passeio que realmente vale a pena fazer.


Beijos
Canela Castela
Ü



27 julho 2012

Estou com 3 meses de gestação




Já estou com 3 meses de gestação!
Completei dia 20 de julho.
Estou me sentindo ótima, muito bem disposta para realizar tudo. Só que não posso exagerar, claro. 
Tem dia que estou tão bem, que esqueço que estou grávida (ãhnn?) e faço mil coisas ao mesmo tempo, daí no final do dia minha barriga está dura e grande...
Já perguntei para o médico e me explicou que é normal a contração da barriga quando estamos cansadas. Então o melhor é descansar!
Deitar, colocar os pés para cima, relaxar...
Ãhn? Como assim?
Com um menininho de 2 anos e meio correndo pela casa, aprontando todas as artes próprias para a idade: eu descanso como e quando?
Só quando ele dorme à tarde e à noite.
Mas o importante é que estou bem. 
O que mais me preocupa agora é o ganho de peso.
Depois que os enjoos se foram já ganhei 3,5 Kg, e o certo seria neste período eu ganhar até 1,8 Kg, para chegar no máximo 13,5 Kg ao final da gestação.


bebe.abril.com.br


O Bebê

Já deu pra sentir ele mexendo na minha barriga (Iupiiiiiii), mas também com as inúmeras cambalhotas que ele está fazendo aqui dentro!
Senti semana passada, a sensação é que parecem borboletinhas mexendo na barriga.
Uma delícia.
Sua pele ainda é muito fina e translúcida e uma camada de pelos (lanugem) já começa a aparecer.
Os ossos já estão ficando mais duros, devido a retenção de cálcio grande nesta fase.
Na próxima semana já é possível saber o sexo do bebê. Seus órgãos genitais já estão desenvolvidos e no próximo US poderemos saber o sexo.
Seu peso aproximado é em torno de 70 a 85 gramas e mede aproximadamente de 10 a 13 cm.
E nomes eu ainda não pensei em nenhum.





Faz bem comer

Esta semana vou precisar de dose extra de cálcio: leite, iogurte, peixe, espinafre, amêndoa, gergelim, sardinha, aveia, couve manteiga, avelã, castanhas, agrião...



Para o papai

Carinho e paciência com a gestante aqui!
O turbilhão de hormônios que estão em meu corpo acabam me deixando mais sensível, irritada, chata, nervosa, chorona...

Me dá aqui seu cartão de crédito que tudo se resolve nas lojas do Shopping!




Para o Fefê

Para ele o irmãozinho ainda está na barriga da mamãe e é pequenininho, ele é o irmão grandão, como diz!
Não pode me ver hidratando a barriga que logo quer dar um beijinho...
E ainda bem que está comendo normalmente novamente.
A má fase passou.








Beijos meus queridos amigos

Canela Castela
Ü




24 julho 2012

Que tal um pãozinho hoje?


Quer coisa mais gostosa do que saborear um pãozinho quentinho saído do forno acompanhado por um cafezinho fresquinho?
Hmmmm, por isso hoje vou mostrar duas receitas que fiz.


Pão Francês

1 copo de água 
1 colher de sopa de azeite de oliva
1 e 1/2 colher de chá de sal
1 e 1/2 colher de sopa de açúcar
3 copos de farinha de trigo
 1 tablete de fermento biológico fresco (ou 2 colheres chá do fermento biológico seco)

Colocar todos os ingredientes nesta ordem na máquina e deixar ela trabalhar a massa. Retire e enrole os pães numa assadeira untada, faça cortes com a faca em cima de cada pão para formar o "rasgadinho" típico do pão francês.
Deixar crescer até dobrar de volume.
Assar forno 180°C.
Sem a máquina, misture todos os ingredientes e sove a massa até ficar homogênea. 
Sovar bastante a massa é o segredo do bom pão! Deixar crescer até dobrar de volume.
Enrole da mesma maneira e assar.




Aqui a massa ainda crua com cortes feito com a faca.
Deixe crescer até dobrar de volume.
















Aqui o pão já assado




Este pão não é exatamente igual ao que compramos na padaria, mas fica muuuuito parecido, fica com aquela casquinha crocante por fora e por dentro miolo macio e fofinho.
Uma delícia.


E a outra receita de pão que fiz foi da minha amiga Fabiola do blog Brie com Goiabada.
Esta receita de pão vai iogurte natural! 
Adoro!!
Além de saudável, o pão fica muito fofinho, macio e leve.


Pão de iogurte com gergelim

1/4 xícara (chá) de água
4 colheres (sopa) de azeite de oliva
1 copo de iogurte natural
1 colher (sopa) de açúcar
1 colher (chá) de sal
3 colheres (sopa) de gergelim torrado
3 xícaras (chá) de farinha de trigo
1 tablete de fermento biológico fresco ou 1 colher (sopa) de fermento biológico seco

Eu também fiz na máquina de pão, coloquei os ingredientes nesta ordem, primeiro líquidos depois secos e por último o fermento. E deixei assar na própria máquina.

Mas vocês podem fazer a mão:
Misture a farinha e o fermento, reserve. Misture os líquidos em outro recipiente. Vá despejando aos poucos a farinha nos líquidos.
Misture bem, sove um pouco a massa e quando estiver bem homogênea, coloque em uma forma de bolo inglês. 
Deixe crescer até dobrar de volume e asse em forno pré-aquecido a 180ºC.







Ingredientes na máquina





























Pão já assado!











Esta receita realmente vale a pena fazer.
Muito fácil, saborosa e  saudável pelo azeite, iogurte e gergelim que contém na massa.
Marido amou este pão.
Obrigada Fabiola amiga!



Para a alegria da mamãe, Felipe voltou a comer bem!
Já está aceitando bem as refeições normais do dia dia. Além dos lanchinhos (saudáveis claro) nos intervalos das refeições.

Agradeço e muito a preocupação e carinho de todos que deixaram recadinhos aqui no blog. 
Mamãe está feliz novamente! Ufaaaa...



Beijos 
Canela Castela
Ü


21 julho 2012

Inventei uma cabeceira para minha cama


Olá meus queridos amigos, hoje vou mostrar uma arte que fiz aqui em casa.

Minha cama é uma cama box Queen sem cabeceira, ficava encostada na parede. No verão, a cabeça encostada na parede fresquinha nem incomodava. Mas no inverno... A parede gelada impedia muitas vezes um bom sono.

Bem, acontece que a idéia surgiu a partir de um guarda-roupas do quarto do Felipe que desabou , literalmente.
E as partes traseiras dele, aquelas madeiras bem fininhas (tipo tábuas), eu usei para fazer minha cabeceira.




Esta é a parte do guarda roupas que ficava encostada na parede.












Retirei a tampinha de ventilação e forrei com papel contact cor de madeira...










Esta era a parede ANTES:



Marido (que agora parece ter se acostumado com as minhas ideias de furar parede) se empolgou e furou a parede para fixar as tábuas de madeira, agora já encapadas com o contact.

Detalhe: ele não gosta que eu tiro foto dele para colocar no blog... Hihihihi




Agora o DEPOIS:



Achei que ficou mais aconchegante,  o que acharam?




Esta almofada de coração foi um presente de começo de namoro que ele me deu e guardo até hoje, romântico...






Bem, foi essa minha invenção.
Renovar e reciclar os materiais sempre.

Agora deixo aqui uma prévia do quartinho do Felipe e do bebê...
Pintamos a parede de azul céu, compramos outro guarda-roupas, montamos uma cama para ele...


Quando eu terminar tudo eu mostro para vocês o que andei fazendo!


Beijos grandes a todos 
Canela Castela 

Ü


18 julho 2012

Alimentação infantil começa em casa

Comida costuma ser um tema de preocupação recorrente para os pais. 
Ou porque o filho não quer comer, ou porque come demais, e, frequentemente, alimentos pouco ou nada saudáveis, neste caso são os alimentos consumidos fora de casa.

Li esta matéria na revista Viva Saúde, para tentar descobrir os motivos do  Felipe não querer comer estes dias e saber lidar com esta fase que estamos passando com ele, e vou compartilhar com vocês.
Vamos ler?


dicasparamamães.com.br

Independente da idade, os pais devem sempre dar o exemplo e orientar a escolha dos filhos na alimentação. 
Mas, a partir dos 8 ou 9 anos, a criança já é capaz de dizer o que prefere comer num mesmo grupo de alimentos, por exemplo, escolher entre cenoura ou beterraba.

A criança deve escolher o alimento com a variedade que lhe é oferecida em casa. Quando ela tem contato com frutas e vegetais de uma forma geral desde cedo, e sem obrigação em comer, será muito mais fácil a aceitação desses alimentos.




A vontade da criança em alimentar-se sozinha surge gradativamente, pois existe curiosidade e desejo de explorar o novo, o que deve ser incentivado para que a criança comece a criar independência.
fator importante é garantir um ambiente agradável em torno das refeições para que haja uma atmosfera positiva, sem maiores distrações - como a TV. 
A responsabilidade da boa nutrição é dos pais. É preciso comer junto e estimular a criança a gostar desses alimentos e não fazer diferença entre o que pais e crianças comem.

É comum a criança não aceitar novos alimentos nas primeiras tentativas. Essa rejeição inicial é resultado do processo natural da criança em conhecer novos sabores, texturas e cheiros. Os alimentos devem ser oferecidos separadamente, para que a criança aprenda a identificar as suas cores e sabores, por isso eles devem ser organizados no prato, sem misturá-los e em pequenas porções.





copyepaste.com


E mesmo convivendo com hábitos alimentares saudáveis dentro de casa, os filhos estão expostos aos mais variados alimentos na cantina das escolas, e é aí que mora o perigo. Uma opção que ajuda a manter uma boa refeição são as lancheiras, desde que feitas com os alimentos corretos.

Algumas crianças que têm forte rejeição a um grande número de alimentos podem ser consideradas picky eaters ou "comedoras seletivas". São aquelas que têm um comportamento alimentar que exclui determinados grupos de alimentos (verduras e legumes), pulam refeições, ou simplesmente comer muito pouco.
Esse comportamento aparece em crianças de 1 a 5 anos. E ele é definido pelos médicos observando três aspectos: a recusa alimentar, pouco apetite e desinteresse pelo alimento. 

Uma alimentação equilibrada, baseada num estilo saudável será fator determinante para uma boa qualidade de vida. 
E vale a ajuda de um profissional para adequar os alimentos para a rotina da criança, levando em consideração hábitos, idade, atividades, história de doenças na família, peso, altura etc.



Trocas espertas para a criançada:






Bem, espero que esta fase dele passe logo, pois mesmo com suplemento vitamínico receitado pela pediatra, eu prefiro vê-lo comendo de tudo um pouco e com muita vontade.

Filhos...










Alimentação infantil começa em casa


Comida costuma ser um tema de preocupação recorrente para os pais. 
Ou porque o filho não quer comer, ou porque come demais, e, frequentemente, alimentos pouco ou nada saudáveis, neste caso são os alimentos consumidos fora de casa.

Li esta matéria na revista Viva Saúde, para tentar descobrir os motivos do  Felipe não querer comer estes dias e saber lidar com esta fase que estamos passando com ele, e vou compartilhar com vocês.
Vamos ler?

dicasparamamães.com.br

Independente da idade, os pais devem sempre dar o exemplo e orientar a escolha dos filhos na alimentação. 
Mas, a partir dos 8 ou 9 anos, a criança já é capaz de dizer o que prefere comer num mesmo grupo de alimentos, por exemplo, escolher entre cenoura ou beterraba.

A criança deve escolher o alimento com a variedade que lhe é oferecida em casa. Quando ela tem contato com frutas e vegetais de uma forma geral desde cedo, e sem obrigação em comer, será muito mais fácil a aceitação desses alimentos.


A vontade da criança em alimentar-se sozinha surge gradativamente, pois existe curiosidade e desejo de explorar o novo, o que deve ser incentivado para que a criança comece a criar independência.
fator importante é garantir um ambiente agradável em torno das refeições para que haja uma atmosfera positiva, sem maiores distrações - como a TV. 
A responsabilidade da boa nutrição é dos pais. É preciso comer junto e estimular a criança a gostar desses alimentos e não fazer diferença entre o que pais e crianças comem.

É comum a criança não aceitar novos alimentos nas primeiras tentativas. Essa rejeição inicial é resultado do processo natural da criança em conhecer novos sabores, texturas e cheiros. Os alimentos devem ser oferecidos separadamente, para que a criança aprenda a identificar as suas cores e sabores, por isso eles devem ser organizados no prato, sem misturá-los e em pequenas porções.


copyepaste.com


 E mesmo convivendo com hábitos alimentares saudáveis dentro de casa, os filhos estão expostos aos mais variados alimentos na cantina das escolas, e é aí que mora o perigo. Uma opção que ajuda a manter uma boa refeição são as lancheiras, desde que feitas com os alimentos corretos.

Algumas crianças que têm forte rejeição a um grande número de alimentos podem ser consideradas picky eaters ou "comedoras seletivas". São aquelas que têm um comportamento alimentar que exclui determinados grupos de alimentos (verduras e legumes), pulam refeições, ou simplesmente comer muito pouco.
Esse comportamento aparece em crianças de 1 a 5 anos. E ele é definido pelos médicos observando três aspectos: a recusa alimentar, pouco apetite e desinteresse pelo alimento. 

Uma alimentação equilibrada, baseada num estilo saudável será fator determinante para uma boa qualidade de vida. 
E vale a ajuda de um profissional para adequar os alimentos para a rotina da criança, levando em consideração hábitos, idade, atividades, história de doenças na família, peso, altura etc.


Bem, espero que esta fase dele passe logo, pois mesmo com suplemento vitamínico receitado pela pediatra, eu prefiro vê-lo comendo de tudo um pouco e com muita vontade.

Filhos...







15 julho 2012

13ª Semana de Gestação


Ontem completei 13 semanas de gestação.
Está passando rápido, pois já estou na última semana do primeiro trimestre de gestação. 
Significa que a fase mais crítica e difícil de desenvolvimento do bebê já esta passou. 
Agora poderei curtir mais tranquila a minha gravidez.

E com o fim dos enjoos, é hora da fome de leão aparecer! 
Nossa como estou faminta. Acabo de fazer uma refeição, lá estou procurando coisas para comer.
Tenho ingerido muita fruta da época e uvas passas que adoro, e ajuda a saciar a fome nos intervalos das refeições.

A barriguinha já está aparecendo bem e agora não há quem não note que estou grávida.




Hmmm, como é bom pegar a fila dos caixas preferenciais... 


O bebê

Bem,  bebê pelo o que andei pesquisando está com mais ou menos do tamanho de meia banana (de 6 a 8 cm), e já tem até impressões digitais. Além de começar a brincar com o nariz e chupar os dedinhos, as cordas vocais também já estão formadas.
Os olhos e orelhas já  começam a se posicionar corretamente, deixando o bebê mais bonito.
Mas ainda é cedo para saber o sexo, o mais indicado para acertos é a partir da 16ª semana.
Vamos ter que aguardar mais um pouco.

É bom saber

Segundo estudos, o consumo de leite de vaca durante a gravidez, está associado ao aumento do tamanho e do peso do bebê. 
Portanto, o ideal é consumir entre 3 a 6 copos diariamente. 
Lá vou eu então...



Nesta fase também, percebe-se em algumas mulheres, o surgimento do colostro. Líquido grosso e amarelado que antecede o leite materno.
É agora que se deve começar a hidratar bem a região da barriguinha para evitar as temíveis estrias, devido ao estiramento progressivo da pele nesta região.


Para o papai

Nesta fase também tudo melhora para o papai, pois a futura mamãe já está com seus hormônios mais acomodados, em termos de produção.
Tudo fica mais tranquilo para ambos.



Para o Fefê

Agora quem está curtindo e muito é meu Fefê. 
Vive beijando minha barriga dizendo que lá dentro tem seu irmãozinho.
E quando está brincando ou pulando perto de mim ele sempre diz: "cuidado com a barriga da mamãe!"
Coisa fofa.

Falando nele...
Com estas férias escolares estou rebolando para inventar sempre algo novo para entretê-lo, entre parques, passeios ao ar livre, jogar bola, passear na praia, casa da vovó Fafá, da vovó Luci...









...


Nesta tarde de domingo, iremos ao circo Stankowick  
(ãhnn? de novo???) 
Sim. E vamos curtir como se fosse a primeira vez!


...





Beijos doces
Canela Castela 



LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...